Monthly Archives: Setembro 2015

Arouca Film Festival

  • Banner_AFF_Vencedores_2015-1024×429
  • 11159949_1047584331937287_5902268487048834876_n
  • 11036923_1099355990093454_7411775675901894908_n
  • 11891059_1101409563221430_4310627172304013103_n
  • 11986556_1113075792054807_5183189929173918361_n
  • 11986599_1112594772102909_3424004252577701737_n
  • 12002180_1112594808769572_6116938457837898325_n

11159949_1047584331937287_5902268487048834876_n

“Los huesos del frio” vence Arouca Film Festival

Banner_AFF_Vencedores_2015-1024x429

O filme espanhol “Los huesos del frio”, do realizador Enrique Leal, foi o grande vencedor da décima terceira edição do Arouca Film Festival arrebatando a Lousa de Ouro, entre as 50 curtas-metragens de 20 países a concurso no certame.
O Arouca Film Festival atribuiu prémios a outros filmes, entre os quais se destaca “Mi primer beso”, do também espanhol Albert Manich Vallespí, que, além da Lousa de Prata, que distingue a segunda melhor obra a concurso, venceu ainda a categoria de Melhor Filme de Ficção.
O Prémio do Público coube ao alemão “Golden “, de Kai Stänicke; o de Melhor Realização a “Flash”, do espanhol Alberto Ruiz Rojo; e o de Melhor Argumento a “Die ratte”, da alemã Anja Gurres.Nas categorias técnicas, o alemão Moritz Krämer sobressaiu com a Melhor Fotografiaem “Eat” e o espanhol Carlos Lascano com a Melhor Montagem em “Lila”.
O ator brasileiro Cristiano Requião, por sua vez, ganhou o prémio de Melhor Representação, pelo seu trabalho na curta “Jennifer & Norival”.Melhor Filme de Animação: “Vida “, do brasileiro Gordeeff .
Melhor Filme Documentário: “Luz clara”, dos portugueses Miguel Lima e Vasco Vieira.
Melhor Filme de Videoclip: “W-Magic feat. Valete – Bicho do Mato”, do português André Santos.
Melhor Filme Experimental: “Sound of a million insect, light of a thousand stars”, do japonês Tomonari Nishikawa.
Melhor Filme Ficção: “Mi primer beso”, do Albert Manich Vallespí.

Mais informação em: http://blogues.arouca.biz/aroucafilmfestival/